Mar Film Festival

O Mar Film Festival é um festival de cinema que tem o mar como referência temática.

Em diferentes países e culturas o mar assume várias dimensões a nível simbólico, histórico, identitário, cultural, económico e ambiental – sobre as quais o cinema tem vindo a dar atenção.

Este Festival apesar de ter já uma identidade própria, está também incluído num programa mais abrangente, de valorização do património material e imaterial dos territórios, de seu nome Territórios com História, uma parceria dos Municípios da Murtosa, Ílhavo e Peniche.

No âmbito do Festival são realizados dois concursos:

RiaMar – Três fotografias, uma história

RiaMar é uma competição que tem como objetivo distinguir uma entrevista em vídeo, realizada por turmas do 3º ciclo e do ensino secundário das escolas que fazem parte da rede de municípios da Ria de Aveiro, alusiva a um tema previamente definido.

Este trabalho visa promover a interação com gentes, memórias e profissões marítimas da região. A entrevista pode adquirir um caráter mono ou interdisciplinar, de acordo com o guião orientador, com supervisão dos professores do conselho de turma.

Na edição de 2019, Memórias de RiaMar terá como tema “Três fotografias, uma história”.

Pretende-se que as turmas concorrentes contem a história de uma pessoa, apresentando uma entrevista onde as memórias do mar estejam presentes, direta ou indiretamente. Simultaneamente, as fotografias devem ser usadas como instrumento de interação para a narração, na qual a relação com as atividades marítimas deve estar presente.

Este ano, a apresentação dos vídeos concorrentes será precedida de uma retrospetiva de Manuel Paula Dias, cineasta escolhido, na edição 2019, para mostrar como o espaço marítimo tem sido utilizado como elemento criativo no domínio do cinema.

Para mais informações

Novas Vistas Lumière

Um plano, dois minutos, um prémio.Assim se resume o concurso Novas Vistas Lumière, uma competição de curtíssimas metragens, inspirada nos filmes dos irmãos Lumiére, realizados no início da arte cinematográfica.

Mantendo as características das Vistas Lumière, são admitidas a concurso todas as obras com duração até dois minutos, de um só plano, a preto e branco ou a cores, sem som, sem movimentos de câmara físicos ou óticos, ficcionais, documentais, ou com ambos os registos, produzidas no ano anterior ou no ano em que se realiza Mar Film Festival.

Trata-se de um desafio criativo, porque impede os concorrentes de utilizarem algumas das possibilidades tecnológicas dos meios atuais, obrigando-os a concentrarem-se apenas na componente narrativa que a imagem em movimento contém.

Para mais informações